JR
TEMOSOCIO 970
FUTEBOL

Messi é eleito melhor do mundo pela sexta vez e supera Cristiano Ronaldo

Argentino supera Van Dijk e Cristiano Ronaldo e volta a conquistar premiação após quatro anos

23/09/2019 23h37
Por: Redação
Fonte: gauchazh
Site oficial da Fifa
Site oficial da Fifa

Lionel Messi, 32, foi eleito nesta segunda (23) o melhor jogador do mundo pela sexta vez, tornou-se o maior vencedor do troféu no futebol masculino e igualou a marca de Marta, seis vezes escolhida entre as mulheres.

O argentino do Barcelona volta a ser escolhido no prêmio da Fifa após quatro temporadas e quebra o domínio recente de seu maior concorrente, Cristiano Ronaldo, que ficou em terceiro na premiação, atrás do zagueiro holandês Van Djik, 28, do Liverpool.

 

No duopólio criado por Messi e Ronaldo, o camisa 10 do clube catalão nunca esteve atrás do português desde que faturou seu primeiro troféu, em 2009. Até 2012, foram quatro prêmios em sequência.

Cristiano Ronaldo recuperou terreno na disputa sendo eleito em 2013 e 2014. No ano seguinte, o argentino faturou mais uma vez, seu quinto e último prêmio antes desta temporada. Em 2016 e 2017, Ronaldo somou mais dois, empatando com Messi até o argentino tomar a dianteira novamente na edição 2019 da premiação.

Em 2018, o vencedor foi o meio-campista Luka Modric, do Real Madrid, vice-campeão mundial com a Croácia.

"Hoje é especial para mim, tive a oportunidade de estar ao lado da minha mulher e de dois dos meus três filhos [Thiago e Mateo]. O Thiago já veio aqui, mas era muito pequeno. Vê-los ali não tem preço", afirmou o jogador argentino.

Essa é a primeira vez desde 2013 que um atleta é escolhido o melhor do mundo sem ter sido campeão da Champions League no mesmo ano. Na ocasião, a decisão do torneio teve vitória do Bayern de Munique sobre o Borussia Dortmund, e Cristiano Ronaldo acabou sendo escolhido pela Fifa mesmo com a queda de seu Real Madrid para os vice-campeões na semifinal."

Na última Champions, o Barcelona de Messi caiu na semifinal para o Liverpool, que se sagraria campeão ao superar na decisão o Tottenham. Apesar da eliminação, seu desempenho no torneio pesou para a eleição este ano. Com 12 gols em 10 partidas, ele foi o artilheiro da competição.

Entre as mulheres, quem ficou com o título de melhor do mundo nesta temporada foi Megan Rapinoe, 34, dos EUA. Ela é uma das líderes da seleção campeã do mundo em 2019 e também tornou-se ícone na luta por direitos iguais dentro e fora do esporte.

"Se realmente queremos mudanças, precisamos de todo mundo se posicionando contra o racismo, contra a homofobia, pela igualdade de pagamentos. Temos a oportunidade de usar esse jogo lindo para realmente mudar esse mundo para melhor. Temos um poder incrível nesta sala", afirmou a atacante americana, que, durante o Mundial chegou a criticar o presidente Donald Trump e trocar farpas públicas com ele.

Apesar de não ter ficado entre as finalistas do prêmio de melhor do mundo, Marta, 33, ganhou uma vaga na seleção do ano. Foi a única brasileira entre as 11 escolhidas.

A cerimônia de premiação do The Best 2019 aconteceu no Teatro alla Scala, em Milão, na Itália. Votaram os técnicos das seleções nacionais, seus capitães e jornalistas esportivos de diferentes países.

MÃE PALMEIRENSE É PREMIADA

A brasileira Silvia Grecco foi homenageada na premiação da Fifa com o Prêmio dos Fãs. Palmeirense, ela leva seu filho Nickollas, que tem autismo e é deficiente visual, para as arquibancadas do Allianz Parque e narra para ele o que acontece dentro do gramado.

"Nós estamos aqui representando nosso time, o Palmeiras, e representando todos os torcedores do Brasil e do mundo, todos aqueles que torcem pela pessoa com deficiência. O futebol pode transformar a vida dessas pessoas", disse Silvia, que recebeu o prêmio ao lado do seu filho.

Nickollas nasceu cinco meses prematuro e, devido às complicações, sua retina não se formou. Além da deficiência visual, ele também foi diagnosticado com autismo leve.

Outro brasileiro premiado foi o goleiro Alisson, 26, do Liverpool, que foi eleito o melhor goleiro do ano. Entre as mulheres, o título foi para a vice-campeã do Mundial, a holandesa Seriv Veenendaal, 29.

Alisson retornou ao palco para a premiação da seleção da temporada, que também teve a presença do brasileiro Marcelo, do Real Madrid, premiado como melhor lateral esquerdo do ano.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Parnarama - MA
Atualizado às 16h51
38°
Muitas nuvens Máxima: 38° - Mínima: 24°
38°

Sensação

6.4 km/h

Vento

27.3%

Umidade

Fonte: Climatempo
TEMOSOCIO 300X600
MOISES FERREIRA
globalnet
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Anúncio
Anúncio